'

Sobre a graduação

Graduações adultos

Processo de aprendizado do estilo Jik Bu Kwan

Diferentemente de outras artes e estilos, o Hapkido Jik Bu Kwan baseia seu treinamento em três diretrizes; três pontos complementares que formam um triângulo com pilares importantes para o desenvolvimento da arte e de sua continuidade. Formado por Caminhos, Graduações e Avaliação, o triângulo resume as etapas do processo de desenvolvimento do praticante dentro da escola. Entre os Caminhos a seguir, terá de apreender o significado da Competição e da Qualidade de Vida dentro da filosofia marcial para alcançar o patamar de um Professor; nas Graduações, o aluno terá de passar pelos níveis Iniciante e Intermediário para atingir o nível Avançado; na Avaliação, será preciso adquirir o Treinamento e a Teoria para alcançar a Conduta.

O trabalho realiza-se de forma gradativa na intenção de estimular o aluno a atingir suas potencialidades, suas capacidades físicas e psicológicas para a apreensão dos ensinamentos técnicos e teóricos da arte do Hapkido Jik Bu Kwan. Desde o primeiro dia de aula, ele é estimulado a buscar o aprimoramento constante de suas capacidades físicas e psicológicas. Assim como os outros conceitos, o desenvolvimento do autoconhecimento para utilização do KI (energia), segue a mesma progressão didática, intensificando o exercício de sua compreensão nas maiores graduações.

I. CAMINHOS

Ao iniciar os treinos marciais, os praticantes encontrarão dois caminhos que se diferenciam e, ao mesmo tempo, se completam. Geralmente classificados como Qualidade de Vida e Professor, as duas opções giram em torno dos objetivos de cada praticante; das escolhas individuais de cada um.

No entanto, independente do objetivo do aluno, o Choong Sabon (Mestre Fundador) Flávio A. de Oliveira, considera a necessidade do praticante compreender e adquirir todo o conteúdo do estilo Jik Bu Kwan; ir além das técnicas de golpes e desenvolver o conhecimento teórico e a conduta marcial para sua evolução. Todos os alunos terão contato com estes dois caminhos, mas apenas a compreensão do real significado de cada um deles poderá capacitar o discípulo a lecionar com propriedade os ensinamentos da arte, além de elevar seu próprio conhecimento.

1. Qualidade de Vida – opção daquele que busca a melhoria da condição física e mental por meio do ensinamento técnico e filosófico da arte. Seu principal objetivo está em utilizar os ensinamentos marciais em seu próprio desenvolvimento e nos posicionamentos a serem tomados na vida.

2. Professor – caminho daquele que tem a intenção de alcançar o total conhecimento técnico e filosófico, para um dia, repassá-los. Trata-se de um difusor da sabedoria adquirida. Esse praticante demonstra a paixão pela arte e faz uso de valores, princípios e postura da conduta marcial e de vida. Sem medir esforços, é o primeiro a prontificar-se às tarefas. Por vontade e até mesmo por conta própria, busca conhecer a arte e enobrecer a prática e o desenvolvimento do Kwan. Seu principal objetivo está em atingir a total compreensão dos significados teóricos e filosóficos da arte para levar o conhecimento adquirido para outros com propriedade.

II. AVALIAÇÃO

No Hapkido Jik Bu Kwan, desenvolve-se, ainda, três maneiras distintas de se avaliar o aluno: o Treinamento, a Teoria e a Conduta. Isso é feito para que todos tenham a consciência de que cada um desses fatores possui seu papel fundamental na formação, independentemente do caminho escolhido.

O TREINAMENTO

O treinamento periódico do aluno é fundamental para o desenvolvimento exterior do Ki, ou seja, para a plástica dos golpes, força, flexibilidade e maior proximidade com os movimentos perfeitos ou reprodução deles; nível mais fácil de se atingir na visão do fundador.

Por meio de treinos intensos, o aluno desenvolve a compreensão de suas capacidades físicas buscando superá-las e redefiní-las. O alcance do controle e da adaptação do corpo ao treino marcial provoca a evolução e os primeiros passos para os princípios interiores do Ki.

A TEORIA

O praticante de qualquer arte, inclusive do Hapkido, deve possuir os conhecimentos a respeito do que está praticando: origem, história, filosofia, contexto, estilos, conceitos, entre outros. Deve, ainda, buscar informações específicas do grupo ao qual se integrou: história da equipe, professores, estilo, metodologia de treinamento, valores e princípios.

O conhecimento também se estende ao universo marcial como um todo e às outras artes e filosofias existentes distinguindo mitos e ceticismos do concreto e atingível.

Buscar o conhecimento é fundamental para as compreensões da arte e de suas particularidades. Ela não depende, no entanto de aulas teóricas para ser aprimorada: só poderá ser apreendida pelo aluno interessado em buscar o conhecimento em meio a questionamentos e pesquisas.

O embasamento é fundamental para o desenvolvimento do treinamento e das noções da arte, capacitando o aluno a discussões e novos questionamentos. É através da compreensão deste pilar que aluno aprende a valorizar, zelar e enobrecer a arte, o grupo, o trabalho e tudo que é importante.

A CONDUTA

A Conduta só pode ser desenvolvida se estiver acompanhada dos conhecimentos do Treinamento e da Teoria acima dispostos. Ao compreender esses fundamentos, o aluno poderá posicionar-se perante aos assuntos.

Trata-se do desenvolvimento da postura e da consciência ao nível de um artista marcial seguindo os valores e princípios estudados e apreendidos. Uma vez compreendido, os alunos do Hapkido Jik Bu Kwan fazem uso do Código de Honra da equipe como forma de comportamento marcial ideal.

Todas as etapas desenvolvidas pelo fundador estão fundamentadas com base em seus estudos a respeito de diversas artes marciais, além de discussões e questionamentos com grandes praticantes. O vasto conhecimento desenvolvido é utilizado no Hapkido Jik Bu Kwan como forma de avaliação dos praticantes por meio de critérios